Páginas

Mushin (Não pensar em nada - Mente Vazia)

Mu (vazia) shin (mente)

"Não se pensa em nada de definido, quando nada se projeta, aspira, deseja ou espera, e que não se aponta em nenhuma direção determinada e, não obstante, pela plenitude da sua energia, se sabe que é capaz do possível e do impssível...esse estado, fundamentelmente livre de intenção e do eu, é o que o Mestre chama de espiritual."

Herrigel - A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen.

Sabedoria Chinesa

Quando um arqueiro atira sem alvo nem mira, está na originariedade de sua realização de atirador.

Quando atira para ganhar, instala-se em sua realidade uma cisão entre atirar e ganhar. E já fica nervoso.

Quando atira por um prêmio, fica cego.
Pela cisão vê ao mesmo tempo dois alvos.
Sua realidade é a mesma, mas as divisões o cindem.
Ele se pre-ocupa mais em ganhar do que atirar.
Vê mais o prêmio do que o alvo.

A necessidade de vencer lhe esgota a força de identidade!


Chuang-tzu - "Mestre Zhuang"
Filósofo taoísta chinês (369 a.c. / 286 a.c.)

13 julho 2008

O Sucesso é composto de 10% de Inspiração e 90% de Transpiração...


Essa frase li numa entrevista com Antônio Ermírio de Morais, um dos homens que mais admiro. Desde que a li, passou a ser o meu “Norte”, e a cada dia vejo que o seu autor tinha razão.

Depois de observar o desempenho dos nossos atletas e dos demais países, em competições internacionais, cheguei a uma conclusão que acho importante compartilhar com os amigos: Ermírio tem razão, e, para rimar, o que nos falta é transpiração. Com algumas exceções, estamos entrando “em campo” apenas com os dez por cento de inspiração.

Reafirmando meu propósito de fazer parte da solução, vamos direto ao “como”, deixando de lado os “porquês”.

Ficou patente que o atirador que pretende pertencer à casta dos vinte primeiros colocados de uma Copa da ISSF, a elite mundial, tem que dedicar pelo menos duas horas diárias à transpiração, e no caso das modalidades de carabina três posições, três horas por dia.

Sempre que falo nisso com um atirador, a primeira resposta que recebo é: não tenho tempo. Será que isso é verdade? Será que todos os campeões possuem mais do que 24 horas no seu dia?

A realidade é que todas as pessoas bem-sucedidas, ricas, famosas e felizes, ou seja, campeãs naquilo que fazem, têm pelo menos uma coisa em comum: todas têm 84.400 segundos todos os dias, igualzinho aos que reclamam da falta de tempo. O que elas fazem diferente, entretanto, é usar eficazmente esses segundos. As que reclamam não fazem isso.

Peter Drucker, um dos gurus da moderna administração empresarial, preconiza que “tempo é o mais escasso de nossos recursos e, a não ser que seja administrado, nada mais poderá ser”.

Naturalmente, o que Drucker se refere não é “administrar o tempo” como fazemos com recursos financeiros, pois todos sabem que o tempo não é flexível. Não se pode “ganhar” tempo ou “perder” tempo. Todos têm a mesma quantidade de tempo pré-estabelecida, nem mais nem menos. O que devemos fazer é planejar nosso tempo de forma mais eficaz. Essa é a única maneira de começar a controlá-lo.

Na verdade, o termo correto deve ser: auto-administração. Não podemos administrar o tempo em si, mas podemos nos administrar com mais eficácia.

Vejo então que os dois primeiros problemas a serem resolvidos são: o comprometimento e a melhor administração de como utilizar o tempo.

O comprometimento está diretamente relacionado com objetivos pessoais e profissionais. Não basta querer ser campeão. A vontade está incluída nos 10% de inspiração. Tem que trabalhar e viver como um campeão. E isso está incluído nos 90% de transpiração.

Para os que ainda acham que não têm tempo, façam o seguinte exercício: peguem um pedaço de papel e anotem a hora que acordam, quando começam a tomar o café da manhã, quanto tempo levam tomando banho, fazendo a barba, etc... Anotem cada evento do dia, quando iniciou e terminou, quanto levou efetivamente executando a ação, e ao final do dia vejam a quantidade de tempo mal utilizado. Não se esqueçam de marcar os eventos inúteis ou que nada tenham a ver com os seus objetivos. Nessa hora entra o comprometimento: tudo que lhe afastar dos seus objetivos deve ser cortado ou evitado; tudo que lhe aproximar dos seus objetivos deve ser colocado como prioridade.

Repetindo esse exercício durante uma semana, vocês ficarão espantados com quanto tempo lhes sobrou para o treinamento.

É importante lembrar que treinar não ir ao estande atirar. Passear com sua família, ir a um cinema ou teatro, praticar um segundo esporte, o contato com a natureza, manter uma alimentação saudável, evitar os excessos, namorar, e muitas outras atividades também fazem parte do treinamento. O tiro é um esporte “psicológico” e estar de bem com a vida e com sigo mesmo é tão ou mais importante quanto os treinos técnicos e físicos.

Porém, dar uma hora de tiros em seco em casa à noite enquanto todos vêem a novela das oito é imprescindível e prioritário (treinamento técnico e físico específico).

Fazer exercícios diários, quinze minutos antes de dormir, para melhorar sua capacidade de concentração e sua disciplina mental é imprescindível e prioritário (treinamento mental).

Acordar às cinco e meia e correr ou caminhar todos os dias pelo menos 40 minutos é imprescindível e prioritário (treinamento físico geral).

Enxugar o seu dia de todo o lixo e desperdício de tempo, passando a ser um candidato a campeão, é imprescindível e prioritário (treinamento psicológico).

Pode parecer simplório, mas essa é a distância que nos separa da dita elite mundial.

Nenhum comentário: